Informação sobre artrose, causas, sintomas e tratamento da artrose, identificando o diagnóstico da artrose nos joelhos, mãos, coluna vertebral e anca, contribuindo com dicas que promovam o bem estar de quem sofre deste problema de saúde.


segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Fatores de risco para artrose

A artrose é definida não como uma doença ou uma condição única, mas como uma "desordem complexa comum", com múltiplos fatores de risco. Estes fatores de risco são amplamente divididos em:
. fatores genéticos (estimativas de herdabilidade para artrose em mão, joelho e quadril são elevados, entre 40 e 60%, embora os genes responsáveis sejam em grande parte desconhecidos);
- fatores constitucionais (por exemplo envelhecimento, sexo feminino, obesidade, alta densidade óssea); e
- mais local, em grande parte fatores de risco biomecânicos (por exemplo, lesão articular, uso ocupacional/recreativo, redução da força muscular, frouxidão ligamentar, mau alinhamento articular).
É importante ressaltar que muitos fatores de risco ambiental/estilo de vida são reversíveis (por exemplo, obesidade, fraqueza muscular) ou evitáveis (trauma comum, por exemplo no trabalho ou durante o lazer), tendo implicações importantes para a prevenção primária e secundária. No entanto, a importância dos fatores de risco individuais varia, e, difere mesmo, entre locais comuns. Além disso, os fatores de risco para o desenvolvimento de artrose podem diferir dos fatores de risco para progressão e prognóstico clínico (por exemplo, alta densidade óssea é um fator de risco para o desenvolvimento, mas a baixa densidade óssea é um fator de risco para a progressão da artrose de joelho e quadril). Isto significa que o conhecimento, incluindo as propostas de tratamentos para a artrose não podem necessariamente ser extrapoladas para todos os pacientes, apenas pelo facto de resultarem para determinadas pessoas.

Índice dos artigos relativos a Artrose
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL